BLOG

Coluna do viajante: Augusto Ross em Bariloche

Em Coluna do Viajante Roteiros Viagens de lazer

Augusto Ross foi para Bariloche com a família aproveitar a temporada de neve e vai nos contar sobre suas experiências.

bariloche-1

ONDE SE HOSPEDAR

Para quem vai para este destino focado na pratica de esqui a melhor opção é hospedar-se próximo ao Cerro Catedral (a principal montanha de ski da região). Lá você poderá ficar em pousadas ou casas há poucos minutos de caminhada do acesso a montanha.

bariloche-2

ACESSOS

Falando um pouco dos acessos a montanha ele é feito através de teleféricos e/ou bondinhos.
Lembrando que se você não é esquiador você terá duas maneiras de subir a montanha. Através do acesso chamado Amancay – um bondinho para 4 pessoas que te leva até uma parte intermediária do lado esquerdo da montanha. Outra é ir pelo Cable Carril até outro refugio chamado Punta Nevada. Este é um ponto mais alto, com uma visão extraordinária da cordilheira. Lá também você poderá brincar na neve e praticar o tão famoso e divertido esquibunda. Estes dois refúgios contam com locais onde você poderá fazer uma refeição, descansar e se aquecer.

1
2
3

ESQUIS E PIEDRAS BLANCAS

Os demais acessos você somente poderá chegar se estiver equipado com os esquis.
O ideal é procurar uma das escolas no Cerro Catedral e contratar aulas. Estas aulas podem ser individuais ou em grupos. Você pode também contratar aulas para um grupo familiar, como eu fiz. Em nossa primeira temporada contratamos um professor para a eu, minha esposa e filho. Sempre que voltamos contratamos o mesmo professor, pois além de nos acostumarmos novamente com o esporte ele nos acompanha para conhecermos outras pistas da montanha. As escolas também fazem a locação dos equipamentos (esquis, bastões, botas e capacetes).
As aulas são iniciadas na base da montanha. Em um primeiro momento pode achar um pouco chato ficar na área com um monte de crianças e iniciantes, mas garanto que a primeira experiência com os esquis será muito divertida.

Uma das atrações na neve que você não pode perder é o Piedras Blancas, um parque localizado no Cerro Otto onde descer as pistas em trineos (trenós) é super divertido. O ticket adquirido da direito a descer por 6 vezes as pistas existentes. Você com certeza vai querer voltar!

barilochee
bari34

ROUPAS

Muito se fala na locação das roupas próprias para neve. O primeiro ponto a se levar em consideração é se você pretende retornar a Bariloche ou fazer outras viagens para este tipo de clima. No meu caso em especifico a compra de jaqueta, calca, luvas, botas já valeu a pena! Indico uma boa pesquisa pois no Brasil já conseguimos adquirir este tipo de roupa com ótimos preços.

PASSE PARA A MONTANHA

Cada vez que você for acessar a montanha irá precisar de um passe. Existem vários tipos de ingresso em função da temporada (alta, média e baixa), da idade (adulto, menor de idade e criança), de onde você quer ir, etc. Veja o tarifário 2018: https://skipasscatedral.com/tarifario.aspx.
Gosto de comprar os passes a cada dia que vou efetivamente utilizar, pois algumas vezes estamos cansados e não queremos subir a montanha ou programamos outra atividade na cidade para conhecer outros pontos interessantes, por mais que a conta fique um pouquinho maior. Sempre faço desta forma pois também temos que levar em consideração que  estamos sujeitos as condições climáticas. Por exemplo: um dos dias em que estava me preparando para subir a montanha verifiquei no aplicativo do Cerro Catedral (pode ser baixado na AppleStore ou Googleplay) que algumas pistas estavam fechadas ou condicionais (condicional é quando as pistas podem abrir/fechar a qualquer momento) então resolvemos fazer outro passeio. Normalmente o ticket comprado se não utilizado não é reembolsado.

GASTRONOMIA

O frio abre o apetite, não? Então vou indicar alguns locais que você deve visitar na cidade.

Para chocólatras: Bariloche também é conhecida pelo seu chocolate. As principais lojas de chocolates são a Mamuska e RapaNui.  Você vai se deliciar com os pequenos ursinhos de chocolate recheados com doce de leite, tradicional da Mamuska e no RapaNui não deixe de provar o Fra-Nui, uma framboesa envolta em chocolate gelado.
Lá também tem a fabrica da famosa Havana. Além de uma variedade enorme de produtos poderá ver como são feitos os famosos alfajores.

Além de boa comida, uma vista incrível: no Cerro Otto esta localizada a Confeitaria Giratória. O ideal é chegar a confeitaria pelo teleférico. Um passeio com uma vista incrível. A confeitaria gira? Sim. A cada 20 minutos a confeitaria da uma giro de 360º e temos uma visão total da cidade, seus lagos e a cordilheira.

Churrasco: estamos na Argentina então não podemos deixar de provar um dos melhores churrascos do mundo. Parada obrigatória no El Boliche “de Alberto”. Sensacional! Para saber o que pedir vai aqui uma breve tradução do cardápio: O contrafilé é na verdade o famoso bife de chorizo. picanha é o tapa de cuadril, filé mignon é lomo, patinho é bola de lomo, fraldinha é o vacío, alcatra é o cuadril, costela é o asado de tira, filé de costela é bife ancho, o miolo do contrafilé é o ojo de bife.

Comidas típicas: restaurante tradicional da cidade é o Família Weiss com pratos típicos da região patagônica como cervo, cordeiro e truta. Fica bem no centro da cidade e o La Fonda del Tio que oferecem pratos super bem servidos.

Algumas comidas que você encontrará em todos os locais: Hamburguesa (semelhante ao nosso x-salada) e cubanitos que são rolinhos de waffer recheados de doce de leite.

Cervejas: a cidade oferece uma vasta lista de cervejarias. Dentre elas Patagônia, La Alpina, Blest, Berlina, entre outras. Vale a apena a degustação!

a
b
c

DICAS:

  • Fundamental ter pelo menos um adaptador universal para tomadas;
  • Os supermercados não fornecem sacolas plásticas como no Brasil. Tenha uma sacola em mãos;
  • Visitar os cerros nos dias em que o céu esta aberto para poder apreciar a paisagem;
  • O táxis lá chamam-se “remis” e as corridas são cobradas de acordo com uma tabela fixa que você pode consultar antes de contratar o serviço;
  • Moedas: Pesos e dólares são as moedas mais bem aceitas. A maior parte do comercio aceita Reais, mas sempre pergunte a cotação para ver se vale a pena.
  • Não esqueça dos óculos escuros;
  • Protetor solar é indispensável.

Finalizando o melhor que posso contar para vocês é sobre experiência e realização.

Experiencia em viagens é você poder usufruir de tudo que o destino escolhido pode te oferecer. Pontos turísticos, os melhores passeios, onde e quando ir, restaurantes, entre outros. E esta experiência sempre ocorre com maior segurança quando temos um consultor de viagens nos assessorando.

E quando temos uma experiência construída com muito carinho e atenção podemos finalizar nossa viagem nos sentido totalmente realizados. Toda esta segurança na viagem (hospedagem, locação de carro, parte aérea) me deixou livre para curtir ainda mais com minha família.

A realização desta viagem foi ver meu filho de 7 anos descer a montanha sozinho.

Voltar